As 5 melhores formas de se tornar num excelente fotógrafo de batizados

Hoje em dia, é cada vez mais comum os pais das crianças que vão receber o baptismo não quererem contratar um fotógrafo de batizados profissional. Muitas vezes, a principal razão prende-se pelo facto de existir a ideia de que qualquer convidado pode desempenhar bem este papel.

E a verdade é que, com a evolução dos telemóveis, qualquer um de nós se pode colocar na pele de um fotógrafo e captar imagens absolutamente incríveis – especialmente se o aparelho for de um modelo avançado e contiver um bom editor de imagem. Contudo, para que o trabalho final esteja ao nível de um experiente fotógrafo de batizados, existem certas técnicas que nunca devem ser descuradas, até mesmo para quem use uma máquina profissional. Eis algumas:

Aplicação do zoom

O zoom é uma definição muito importante para qualquer fotógrafo de batizados, seja ele amador ou profissional. Ainda para mais sabendo que, neste tipo de eventos, há situações que só conseguem ser captadas com uma boa ampliação. Por exemplo, já pensou como consegue apanhar o choro ou o riso do bebé no momento-chave do baptismo sem recorrer ao zoom?

Um bom foco e desfoco

Se focar é fundamental (tão importante que, na maioria dos telemóveis, já existe um foco automático), usar a técnica do foco e desfoco eleva, ainda mais, a qualidade da imagem. Esta técnica, tal como imagina, deixa a imagem focada e os elementos à sua volta desfocados, e é muito utilizada quando o mais importante e o mais visualmente agradável na imagem é o próprio objecto em si. Contudo, não é assim tão fácil fazer um bom foco e desfoco… neste caso, só a prática e o bom conhecimento fotográfico podem ajudar!

Captação dos pormenores

Um bom fotógrafo de batizados deve captar todos os pormenores do evento. Todavia, para o conseguir, dominar a máquina (ou o telemóvel) não chega. Além disso, deve também ter uma grande sensibilidade para perceber qual o segundo certo para fazer o “click”, de forma a captar aquelas pequenas coisas, ou aqueles simples gestos, que, através das imagens, podem ficar perpetuados por muitos e muitos anos.

Conhecimento e uso das funcionalidades da câmara

Sobretudo para quem fotografa com o telemóvel, é muito importante dominar todas as funcionalidades do aparelho, pois estas podem fazer toda a diferença no resultado final. Balanço de brancos, estabilizador, modo noite, HDR, entre outros, são apenas alguns exemplos do rol de configurações que tem mesmo de conhecer e de activar, sempre que a fotografia assim o exigir!

Escolha correcta das lentes

No caso de a escolha recair sobre uma máquina profissional, o fotógrafo de batizados deve saber adequar muito bem as lentes ao tipo de imagem que pretende. Por exemplo, deve usar um olho de peixe se quiser cobrir um ângulo de 180º, um grande angular para enquadrar áreas relativamente grandes (principalmente quando o espaço que quer captar é reduzido), uma lente micro para fotografar áreas e objectos pequenos, que são depois ampliados pela objectiva, etc… Qualquer que seja a escolha, não se esqueça: esta deve ser sempre feita de acordo com o propósito da fotografia.

Por muito valor e experiência que um fotógrafo de batizados profissional tenha, qualquer um de nós pode, de facto, desempenhar este papel e apresentar um resultado com bastante qualidade. Porém, é imprescindível que estes pontos acima descritos sejam seguidos e que haja muito outro estudo, caso contrário, as fotografias ficarão com um aspecto muito amador e o trabalho, de forma geral, poderá continuar muito pobre e pouco apresentável.

Como um fotógrafo de casamento deve tirar boas fotografias a grupos grandes

Ao contrário do que se pensa, ser um fotógrafo de casamento não é uma tarefa muito fácil! Cada casamento é um desafio, e é sempre necessário existir uma enorme adaptação aos pedidos e exigências dos noivos! Por isso, para além do profissionalismo esperado por parte do fotógrafo, é também essencial que este seja muito original, versátil e capaz de atender aos pedidos mais insólitos – sobretudo quando falamos deste tipo de eventos, com vários grupos de convidados para fotografar!

Caso seja um fotógrafo de casamento e ainda sinta alguma dificuldade em tirar boas fotografias a grupos grandes de convidados, saiba que existem vários truques para facilitar o seu trabalho! Aqui lhe deixamos 4 dos mais importantes:

Criatividade nos planos captados

A escolha dos planos determina, em muito, o resultado final, pois é aqui que o fotógrafo de casamento mostra a sua criatividade e originalidade. Mesmo em fotografias de grupo, é possível inovar, colocando os convidados a olhar para pontos diferentes, fotografando-os de cima, de baixo, de lado, e até apanhando momentos de distracção (que acabam por ser as melhores imagens). Assim sendo, fuja do típico olhar para a frente e ao mesmo nível, e imagine posições engraçadas para lhes pedir, assim como planos “fora da caixa”. Seja arrojado e surpreenda toda a gente!

Escolha do cenário

Quer as imagens sejam captadas ao ar livre, quer sejam dentro do salão de festas, é muito importante que a escolha do cenário seja a ideal. No primeiro caso, é muito mais fácil escolher um local agradável para fotografar, pois, normalmente, as bodas são celebradas em quintas – que, por si só, comportam uma beleza estonteamente e detalhes que facilmente um fotógrafo de casamento consegue incluir nas imagens. Porém, dentro do salão também é possível escolher bons cenários: na pista de dança, perto do bolo dos noivos, nas mesas de refeição (especialmente se estas estiverem muito bem decoradas), ou apenas junto de algo que se sobressaia!

Baixos à frente e altos atrás

Esta é uma máxima que deve sempre ser seguida por qualquer fotógrafo de casamento que se preze. Lembre-se desta regra, principalmente na hora em que os grupos se juntam aos noivos para a fotografia da praxe – antes mesmo de todos passarem ao copo-de- água. Se reparar que existem elementos a mais, ou que muitos deles são baixinhos, nada melhor do que pedir para alguns se colocarem de “cócoras”. Vai ver que, assim, a imagem ficará perfeita!

Flash? Sempre!

Especialmente em dias com muito sol e se as fotografias forem captadas ao ar livre! Pense que o flash tem uma funcionalidade fantástica, que é a de realçar os tons do objecto focado, quer seja uma pessoa, um animal, ou algo material. Assim sendo, e no caso de uma imagem de um grupo num casamento, vai fazer com que os rostos dos convidados fiquem mais vivos e luminosos, assim como todas as cores envolventes.

Como reparou, é possível captar boas imagens de grupos grandes, isto, claro, se seguir estas dicas em todos os seus trabalhos. Contudo, avisamos que isto não chega, pois qualquer fotógrafo de casamento, para além da criatividade e da imaginação, deve ter muita técnica na altura do “click”… mas técnica certamente já tem em demasia, não é verdade?

Como fazer fotografia de rua: 5 dicas para começar

Iniciar-se na fotografia de rua pode ser uma tarefa altamente desafiante e intimidante para a maioria dos fotógrafos, mas com resultados largamente compensadores. Sessões fotográficas de rua têm sido, ao longo dos anos, das mais importantes fontes documentais sobre o quotidiano das nossas sociedades nas zonas urbanas, por isso, a todos os fotógrafos deixamos-lhes 5 dicas essenciais para se iniciar na chamada street photography:

1. Ande sempre com a sua câmara e esteja sempre preparado 

Onde quer que vão, os fotógrafos devem sempre levar a sua câmara. Estabeleça este princípio como regra. As melhores oportunidades para sessões fotográficas muitas vezes aparecem nos momentos e locais mais inesperados.  Por vezes pode ser frustrante andar sempre com a câmara preparada mas verá que compensa largamente no resultado final. Estar sempre preparado para reagir e fotografar é condição essencial para serem bons fotógrafos de rua.

2. Simplifique e antecipe as questões técnicas de modo a aumentar a sua capacidade de reação no momento certo 

Mantenha a câmara preparada e fotografe preferencialmente em modo de prioridade à abertura ou à velocidade de acordo com as suas necessidades. Se precisar alterar a exposição use a compensação de exposição. Mantenha a dependência de ajustes e controles ao mínimo para que possa reagir sempre rapidamente à cena em questão. Uma fração de segundo a ajustar o ISO ou a temperatura de cor por exemplo, podem fazê-lo perder uma foto importante durante as sessões fotográficas. Antecipe as decisões técnicas para libertar a sua capacidade de decisão para a questão estética e documental na fracção de segundo necessária.

3. Use uma lente prime em detrimento de uma lente zoom

Nas sessões fotográficas de fotografia de rua, é frequentemente, mais interessante estar perto do objecto que fotografa. Fotografar perto e com uma distância focal mais curta permite-lhe adicionar maior impacto às suas imagens. Usar uma lente prime de distância focal fixa, pois proporcionar-lhe-á uma consistência extra no conjunto das fotos que tira. As lentes prime tem também a vantagem de focarem mais rápido, serem frequentemente mais nítidas e não acrescentarem a complexidade extra da escolha da distância focal na fracção de segundo que tem para reagir, simplificando o processo e a velocidade de decisão, tão importante neste tipo de fotografia para todos os fotógrafos.

4. Respeite as pessoas e seja descontraído

Durante as sessões fotográficas, não desrespeite as pessoas, seja qual for o seu estilo: perguntar se pode fotografar ou tentar passar despercebido, procure respeitar a vontade e intimidade das pessoas, caso estas não estejam disponíveis para se deixarem fotografar. Seja confiante quando aborda as pessoas, se necessário peça permissão para fotografá-las. Seja simpático e sorria muito, deixe claro que não está a fazer nada de errado nem tem qualquer tipo de intenção negativa. A sua postura corporal mais à vontade e descontraída é fundamental para deixar esta percepção nas pessoas.

5. Seja persistente e dedicado

Por fim, não se esqueça que os grandes portfolios de sessões fotográficas de rua vem com a persistência e dedicação, quanto mais andar na rua, preparado para fotografar, mais oportunidades apareceram para fazer grandes fotos. Não se esqueça que grande parte das suas fotos serão para descartar, a fotografia de rua é um processo de tentativa e erro constante entre os fotógrafos. Quanto mais dedicação e persistência houver, mais hipótese das grandes fotos aparecerem, e mais experiência ganhará para reagir no momento em que aquele momento único acontecer.

Não se esqueça que apesar de intimidante para qualquer um de início, os constrangimentos associados a sessões fotográficas de rua vão desaparecendo com o tempo, é sobretudo uma questão de postura e hábito.

Não deixe também de pesquisar trabalhos dos grandes fotógrafos clássicos de rua, dos quais destacamos, e em estilos diferentes: William Klein, Henri Cartier-Bresson ou Daido Moriyama.

15 Dicas rápidas que os tornarão melhores fotógrafos

Desenvolver a técnica e estética são essenciais para melhorar o resultado de cada sessão fotográfica e passa por aprender, experimentar e, sobretudo, praticar muito recorrendo a estas mesmas aprendizagens anteriores. Aprender contudo, pode levar algum tempo devido a pesquisa e subsequentes testes que todos os fotógrafos devem fazer.

Neste artigo apresentamos-lhe 15 dicas de fotografia que os tornarão melhores fotógrafos, verdadeiros atalhos na sua aprendizagem em fotografia e que tornarão cada sessão fotográfica muito especial.

1. Ande sempre com a sua máquina para todo o lado, todas as oportunidades são boas para os fotógrafos praticarem.

2. Fotografe sempre em RAW (assim preserva as imagens em qualidade máxima sem compressão).

3. Use uma lente prime, esta ajudá-lo-á a melhorar a sua técnica pois fazer uma sessão fotográfica com uma distância focal fixa fá-lo-á pensar mais cuidadosamente sobre como enquadrar o tema e levará a um resultado mais polido.

4. Centre-se mais na composição do que na técnica.

5. Contudo, exponha e foque primeiro, só depois reenquadre.

6. Se tem dúvidas na composição da sua sessão fotográfica, recorra à regra dos terços.

7. Aquando do uso de filtros, os fotógrafos não devem descurar o balanço de brancos e devem defini-lo manualmente em detrimento de automaticamente.

8. Os filtros UV são úteis também como protecção das suas lentes.

9. Os filtros polarizadores também cortam o brilho e reflexo, logo, use-o para disparar através de janelas e água.

10. Um segundo monitor é uma mais-valia na edição de imagens dos fotógrafos.

11. Independentemente de quão bem executadas estão todas as suas imagens da sua sessão fotográfica, mostre apenas as suas melhores.

12. Faça, pelo menos, dois backups das suas imagens e mantenha os arquivos/discos em locais geograficamente diferentes. Todos os fotógrafos devem ser muito protectores do seu expólio.

13. Em digital, é preferível subexpor do que sobreexpor, tente sempre subexpor a 2/3 de stop quando fotografar com luz solar intensa.

14. Ao fotografar pessoas, foque sempre nos olhos pois é o primeiro local para onde se olha numa imagem e o critério que valida consensualmente se uma imagem está focada.

15. Para captar fotos espontâneas de pessoas em exterior, os fotógrafos recorrem a uma lente grande-angular em detrimento de uma lente tele e, não se esqueça, um fotógrafo procura sempre o riso do seu modelo, a verdadeira essência mostra-se através do riso e garanti-lo é garantir retratos fiéis dos seus modelos em qualquer sessão fotográfica.

Siga cada um destes conselhos e verá rapidamente os resultados na melhoria da sua técnica e estética fotográfica!

12 Frases de grandes fotógrafos para inspirar a sua sessão fotográfica

 

man-person-camera-taking-photo

Muitas vezes, mais do que dicas práticas e técnicas específicas, aquilo que tem mais impacto sobre a nossa a forma como os fotógrafos praticam a sua arte é a postura e abordagem à mesma. Tal como em qualquer outra área criativa, também na fotografia a inspiração assume um papel absolutamente fundamental. Deixamos-lhe 10 frase citações por alguns dos grandes fotógrafos da história da fotografia, de forma a inspirar a sua sessão fotográfica:

Alfred Stieglitz
(1864 -1946)

“Na fotografia existe uma realidade tão subtil, que se torna mais real que a realidade”

Ansel Adams

(1902 – 1984)

“Você não tira uma fotografia, cria-a“

Diane Arbus

(1923 – 1971)

“Uma fotografia é um segredo sobre um segredo. Quanto mais lhe diz, menos sabe”

Henri Cartier-Bresson
(1908 – 2004)

“As suas primeiras 10,000 fotografias são as piores”

“Fotografar, é colocar na mesma linha, a cabeça, o olho e o coração.”

Sebastião Salgado
(1944 – )

“Você não fotografa com sua máquina. Fotografa com toda a sua cultura.”

Robert Capa
(1913 – 1954)

“Se as suas fotos não estão boas o suficiente, você não está suficientemente perto”

Berenice Abbott
(1898 – 1991)

“A fotografia pode apenas representar o presente. Uma vez fotografado o sujeito torna-se parte do passado”

Edward Steichen
(1879 – 1973)

“Um retrato não é feito na câmara, mas à frente e atrás da mesma”

Gérard Castello Lopes

(1925 – 2011)

“A fotografia é uma forma de ficção. É ao mesmo tempo um registo da realidade e um autorretrato, porque só o fotógrafo vê aqui daquela maneira”

Elliott Erwitt
(1928 -)

“O sentido de tirar fotografias é não ter que explicar as coisas com palavras”

Edward Weston
(1886 – 1958)

“ A lente revela mais do que o olho pode ver”

Agora é retirar inspiração destes grandes fotógrafos e fotografar muito, aperfeiçoar a técnica, perceber o que gosta de fotografar e continuar a melhorar. Os melhores fotógrafos levam anos a aperfeiçoar a sua técnica, não apresse a sabedoria. Se tiver necessidade de ter algumas aulas procure fotógrafos profissionais e acompanhe-os nas suas sessões fotográficas.

Como criar e manter um diário fotográfico

O desafio feito aos fotógrafos de tirar uma fotografia por dia é uma excelente forma não só de melhorar a sua técnica fotográfica ao disciplinar a regularidade com que fotografa (melhorando os seus conhecimentos sobre composição,  exposição, uso da luz e tornando-o mais criativo pela necessidade de diversidade), mas sobretudo de registar momentos ao longo de um ano, auxiliando-o a recuperar boas memórias assim e a compreender o que é mais mais importante para si no seu percurso. Neste artigo explicamos-lhe como criar um diário fotográfico através da utilização de uma sessão fotográfica espontânea por dia.

1) Mantenha um objectivo em mente, mantenha a motivação

O mais importante para os fotógrafos que acederem a este desafio é de facto a sua motivação para captar uma imagem por dia, sobretudo nos dias em que o projecto pareça mais monótono ou sem sentido para si.

Para manter o seu diário até ao fim tenha bem presente para si os principais motivos para terminar este diário fotográfico, seja por uma questão de disciplina, de aprendizagem da técnica, de registo de memórias ou de criação de um projecto temático.

Uma forma de manter a sua motivação em alta é comprometendo-se com esta ideia através dos seus amigos. Pode prepará-los antecipadamente para uma exposição final de cada sessão fotográfica: serão 365 imagens, ou, em alternativa, partilhar com eles regularmente o resultado de cada sessão fotográfica (à medida que a captar) recorrendo a um blog ou página pessoal. 

2) Tenha a máquina fotográfica sempre consigo

Para os fotógrafos, todo o lugar é uma foto potencial, não menospreze o potencial do espaço mais simplista ou do contexto mais quotidiano. Se quiser um sítio muito específico, pode sempre optar por procurar orçamentos grátis de aluguer de espaços. Se tiver de recorrer ao telemóvel, não se coiba, ser versátil é a forma certa de levar o seu projecto avante.

3) Não protele, aguce a atenção e treine o olhar

Um aviso muito importante para todos os fotógrafos neste projecto: Não deixem para amanhã o que podem fazer hoje neste diário. A foto ideal é a que idealizou no momento, com a luz e ambiência do momento, e não a que tentará reproduzir mais tarde por preguiça ou inconveniência e tendo que procurar orçamentos grátis para recriar os locais e características que tinha idealizado anteriormente.

Assuma então uma postura proactiva e associe-a uma atenção treinada para o detalhe, procure a imagem certa em cada momento. A maior mais-valia que os fotógrafos poderão tirar deste desafio é treinar o seu olhar de fotógrafo, explorem-o ao máximo.

Treine também o seu olhar para encontrar a luz perfeita, tirando o maior partido do que tem no momento (alto ou baixo contraste) e assim aprimorar a sua técnica de sessão fotográfica.

4) Saia da sua zona de conforto

Sair da sua zona de conforto é válido para a envolvência a retratar como os temas que quer abordar. Se habitualmente fotografa interiores saia pelas redondezas que conhece e explore os pontos a fotografar. Se, pelo contrário, é do tipo de fotógrafos que tende só a fotografar paisagem, opte por uma sessão fotográfica interior e explore pequenos detalhes em vez de amplas cenas.

Nos temas proceda da mesma forma; tente variar dos temas que aborda, como por exemplo retrato de emoções versus documentação de objectos e conseguirá maior diversidade no seu diário, mas também uma maior abrangência na sua abordagem fotográfica.

5) Renove fontes de inspiração e temas

Se na rotina do dia-a-dia a sua inspiração desvanecer, recorra a outras referências visuais (sejam elas pinturas, grafismos) ou referências emocionais (sentimentos, estados).

Este desafio é um instrumento tão eficaz para melhorar a técnica fotográfica, estética e registo documental que muitos são os fotógrafos que o levam a cabo continuamente. Por esse motivo, na web estão disponíveis imensas listagens às quais pode recorrer para se inspirar para o seu diário e criar sessão fotográfica atrás de sessão fotográfica, abaixo apresentamos 2 links onde poderá encontrar múltiplos exemplos:

http://captureyour365.com/category/idea-list/

http://www.pinterest.com/dawnshiree/photo-challenges-and-365-ideas-photography-inspira/

6) Organize-se

Calendarize os tempos de edição (selecção e pós-produção) das suas imagens, sejam estas impressas ou digitais. Se fotografar em digital o mais provável é fotografar em grandes quantidades e isso implicará algum tempo de triagem e tratamento. Assegure-se que essa tarefa é feita periodicamente sob pena de comprometer o seu desafio por excesso de trabalho ou falta de paciência.

Defina antecipadamente como quer que cada sessão fotográfica esteja organizada (data, legendas e elementos explicativos que comporão a narrativa da imagem).

Decida também antecipadamente como quer que o seu diário seja, se impresso se digital (arquivado em pc, tablet ou telemóvel).

7) Escolha entre o Digital, Papel ou ambos

Escolha como pretende compor o seu diário fotográfico, se em papel ou se num formato digital que seja mais fácil de passar aos seus amigos ou a outros fotógrafos. Pode, claro, também recorrer a ambos ou a um como backup de outro.

A escolha do Papel

Caso a sua opção passe pelo papel, garanta a pós-produção adequada para a sua impressão e defina uma periodicidade para a impressão dos seus registos a fim de dar cumprimento à evolução do seu diário.

O recurso a um backup das imagens em suporte digital é sempre aconselhado, quer as tenha captado em suportes digitais ou caso tenha usado filme (neste caso deverá digitalizar os seus negativos para preservar sempre as cópias de segurança).

A escolha do Digital

Escolher o digital significa que passará por usar algum dos seus equipamentos (computador, tablet ou smartphone) para dar vida ao seu diário, sendo que o poderá manter como privado (no seu equipamento ou em modo privado na web) ou divulgá-lo publicamente na web partilhando-o via blog, site ou comunidades de fotógrafos.

Se escolher partilhar o seu projecto na web ou apenas alguma sessão fotográfica que considere mais bem conseguida, pode recorrer a um blog pessoal, redes sociais ou mesmo ao canal abaixo para potenciar o seu lado mais criativo:

http://www.projectlife365.com

Computador, Tablet e ou/ Smartphone

Se escolher o seu computador ou tablet, existem ferramentas como o iphoto (MacOX) que lhe permitem criar álbuns digitais costumizáveis em termos de grafismo, tipografia e narrativa.

No que toca ao smartphone este é, na verdade, o instrumento mais versátil na criação do diário, na medida em que o tem sempre consigo. Apesar de existirem condicionantes técnicas comparativamente com uma máquina fotográfica, as limitações certamente aguçarão a sua criatividade na captação de imagem. Para organizar as imagens de cada sessão fotográfica pode recorrer a aplicações que facilitam a organização das imagens no calendário e as eliminam da galeria fotográfica, cujos exemplos citamos abaixo:

http://photo365app.com/

https://itunes.apple.com/us/app/project-365/id321175920?mt=8

Depois destas dicas, está pronto para começar o seu diário fotográfico e registar a partir de já os seus melhores momentos, aprimorando ao mesmo tempo a sua técnica fotográfica. Boa sorte!

Como usar sessões fotográficas para animar eventos

A fotografia é companheira de todos os momentos, sobretudo dos momentos felizes que gostamos de guardar na memória e no álbum de fotografias. Fazer sessões fotográficas durante momentos de festa é, por isso, um lugar-comum, mas sabia que pode usar a fotografia e a presença de fotógrafos para dinamizar as suas festas de uma forma diferente? Saiba neste artigo como usar as sessões fotográficas para animar eventos.

Sessões fotográficas temáticas

Criar sessões fotográficas temáticas é meio caminho andado para uma festa de sucesso. Os motes podem ser os mais variados, desde um retorno ao passado (anos 20, 50, 60 ou 80), recriação étnica (mexicana, havaiana), interpretação de ídolos (cantores, por exemplo, usando o karaoke), troca de sexos (mulheres mascaradas de homens e vice-versa), néon (usando luzes negras, roupas brancas, acessórios e tintas faciais que brilhem no escuro), etc. As sessões fotográficas podem inclusivamente dar origem a toda uma festa inspirada no tema, em que comida, adereços e música estejam imbuídos nesta época inspirando todos os intervenientes a agirem como se estivessem no contexto retratado, originando fotografias verdadeiramente originais. Acaba por tornar-se o sonho de muitos fotógrafos.

Peça aos seus amigos para investigarem o tema antecipadamente e verem fotografias do contexto em questão e terá não só verdadeiras réplicas de imagens memoráveis, como criará tema de conversa à chegada de cada convidado na sua festa (mesmo por parte dos party crashers ocasionais e dos novatos nos seus convívios!).

Photoboot

A photoboot é em parte similar às sessões fotográficas, uma vez que existe um cenário pré-definido (mesmo que seja um fundo branco) e acessórios os adereços planeados, a principal diferença reside no facto de que na photoboot os retratados são simultaneamente fotógrafos também. Consiste num sistema em que os retratados vêem em tempo real num ecrã o seu aspecto na imagem e, com recurso a um cabo disparador, controlam o momento do disparo da imagem. São como auto-retratos de grupo, que naturalmente produzem os mais inesperados (e animados) resultados, sobretudo se no conjunto de adereços e cenários se incluírem elementos vibrantes e divertidos.

Polaroids

Há uma magia no processo da revelação da polaroid que causa toda uma nova dinâmica entre os envolvidos na captação da imagem (os nossos fotógrafos amadores): Os tons característicos do registo, o imediatismo da obtenção da imagem e, sobretudo, a expectativa e antecipação dos resultados enquanto a imagem se revela perante os olhos dos que curiosamente a antevêem na sua cabeça. Contrariamente aos restantes processos este envolve tanto os fotógrafos como o retratado numa mesma curiosidade na espera pelo resultado final, levando-os a produzir discurso e assim interagir mais num estado de curiosidade que gera uma maior partilha e (quem sabe) potência a criação de laços entre os seus convidados, já que todos podem ser os fotógrafos da noite com uma máquina polaroid.

Mural / Baú de memórias (recordando eventos através de fotografias)

Esta é a opção de eleição para festas com amigos de longa data, sobretudo para reencontro de amigos que já não vê há algum tempo, já que, neste tipo de circunstâncias há por vezes falta de um tema comum para ocupar a totalidade do evento ou quebrar o gelo entre alguns convidados no início do encontro. Faça uma recolha prévia de imagens do passado em que os seus convidados estejam envolvidos e surpreenda-os à chegada com um mural de imagens numa parede que assinalará o ponto central de convívio entre todos. A curiosidade de cada convidado em encontrar a sua imagem e procurar identificar os restantes amigos nas fotografias será o quebra-gelo e chave de abertura para longas conversas sobre momentos felizes do passado. Uma outra alternativa, adequada para grupos menores, é juntar todas as imagens num baú/caixa e retirar aleatoriamente as imagens para recordar um a um os momentos bem passados.

Competição de fotos embaraçosas

Se tem amigos que adoram uma competição, assim como rir-se de um bom falhanço então esta é a melhor forma que tem para potencial a animação das suas festas recorrendo à fotografia. Requer um pouco de preparação de todos os envolvidos no convívio, e para um resultado mais profissional, até pedir orçamento para contratação de um fotógrafo, mas seguramente que a sua festa começará bem antes dos seus convidados pisarem a sua casa. Será animação garantida do princípio ao fim, nesta festa não haverão silêncios desconfortáveis ou momentos vazios, só sessões fotográficas espontâneas que darão memórias para muitos mais encontros.

Siga qualquer um dos nossos conselhos e acredite, as suas festas serão mais badaladas causando inveja em todos os seus amigos e originando momentos memoráveis que serão recordados não só nas palavras de todos como nas imagens registadas que ficarão para a posteridade! Para que os resultados sejam da qualidade que pretende pode sempre optar por pedir orçamento para a contratação de fotógrafos profissionais.

E divirta-se!

Como fazer uma sessão fotográfica com a equipa

Quer seja para uma sessão fotográfica com os membros da sua empresa para a comunicação oficial como acontece com o site da empresa, quer seja para registar um momento de um evento de team-building com alguns fotógrafos, já teve certamente a necessidade de tirar uma boa foto dos seus colegas ou subordinados.

Neste artigo partilhamos com os fotógrafos amadores e semi-profissionais alguns conselhos sobre como fotografar a uma equipa de trabalho, para não ter de procurar orçamentos grátis para o serviço.

Dicas Técnicas

Para esta sessão fotográfica, use o tripe e o cabo/comando disparador: Se você vai fazer parte da fotografia, esta opção é indispensável para controlar a frequência de disparos e o momento certo do seu posicionamento na imagem, por oposição ao temporizador da máquina que o obriga a voltar ao equipamento com frequência e a posicionar-se rapidamente no cenário.

Use uma lente grande angular e defina a abertura a f8 ou superior: Enquanto este tipo de lente lhe permitirá englobar todos os envolvidos na imagem sem afastar demasiado (permitindo ter mais detalhe nos rostos), a abertura garantirá que todas as caras ficarão focadas na imagem.

Tire muitas imagens: Fazer uma sessão fotográfica com um grupo é um desafio enorme, sobretudo pela dificuldade em sincronizar expressões, eliminar olhos fechados e garantir que todos os membros estão correctamente representados. Uma forma que os fotógrafos têm para tentar contornar este obstáculo é tirar imensas imagens, não só para ter muita oferta a partir da qual escolher, mas também para poder editar a posteriori substituindo caras entre imagens em Pós-produção.

Dicas de Enquadramento, Composição e etc.

Numa sessão fotográfica deste género, use o contexto a seu favor: Fotografe no ambiente de trabalho, desde que este possua a ambiência e amplitude de campo necessária. Isto conferirá carisma e unicidade à sua imagem. Se recorrer a alguma elevação (banco, cadeira, etc.) poderá fotografar a equipa de um plano picado que comunica uma perspectiva de análise (como que se a equipa estiver a ser apresentada de forma mais directa) e garante que todos os rostos estão visíveis, anulando problemas como o desfasamento de alturas. Se possível recorra a alguns planos aproximados alternados para composições interessantes a fazer depois da sessão fotográfica.

Encoraje a espontaneidade: Para os fotógrafos, os retratos formais e polidos são uma óptima base mas retratos espontâneo levam um passo mais além na comunicação da cultura da sua empresa. Por vezes estes são mais difíceis de conseguir e poderá ter de optar por procurar orçamentos grátis de fotógrafos que se dediquem à fotografia institucional. Feitas as fotos mais formais encoraje no final algumas fotos mais descontraídas se a sua cultura reflectir este estado de espírito.

Posicione bem os elementos: Posicione os membros mais altos atrás ou no centro da imagem e membros mais baixo à frente ou nos lados, evitando um grupo muito denso para garantir o foco nos rostos da sua sessão fotográfica.

Uniformize a imagem da sua equipa: Uma boa forma de os fotógrafos conseguirem centralizar a atenção da imagem nos rostos e não na indumentária de cada colaborador é conseguir que todos os membros vistam cores sólidas (nada de estampados, logótipos ou demasiado ruído). Assim evitará projectar ilações sobre cada um dos membros, uniformizando-os como equipa integrada.

Evite duplos-queixos, olhos fechados e posturas corporais desadequadas: durante a sessão fotográfica encoraje a projecção do queixo, sinalize o momento de disparo e indique posicionamento correcto de tronco. Se possível ligue a sua máquina a um ecrã para que os retratados consigam ver no momento a postura correcta a ter, ou peça orçamentos grátis para ter alguém consigo a interagir mais proximamente com os retratados e a analisar as diferentes imagens no ecrã.

Siga estes conselhos e conseguirá fazer uma sessão fotográfica que agradará bastante à sua equipa. Estes registos poderão ser preciosas ajudas na comunicação da sua cultura, dinâmica empresarial ou identificação de membros de equipas específicas, facilitando a comunicação entre departamentos.

Revisão: Pentax K-50

pentax k50

Na nossa opinião as Nikons e as Canons tem boas máquinas de canhão e tem à disposição uma vasta gama de lentes e acessórios, ou da própria marca ou de outras marcas. No entanto, mesmo não escolhendo nenhuma destas duas marcar pode adquirir uma máquina fotográfica com características muito semelhantes e a preços mais acessíveis.

A Pentax K-50 e a máquina fotografia que veio suceder à Pentax K-30, uma das nossas favoritas DSLR em 2012. A K-50 tem um corpo bem isolado e um kit de lentes, um visor óptico maciço e um disco de controlo óptico por apenas XXX. Para ter as mesmas especificações noutras marcas, teria de pagar, sensivelmente o dobro.

Comparativamente as maquinas anteriormente referidas, a qualidade de imagem e muito semelhante e as cores não indiscutivelmente menos nítidas que a Canon 700D. No entanto a K-50 tem mais extras, que a tornam a melhor comprar para fazer fotografia. A única característica que é claramente inferior é a fazer vídeo, pois tem alguns recursos mais limitados e uma gama menos vasta de lentes. Ainda assim, comparando os preços, esta é a máquina fotográfica a comprar para os fotógrafos que querem fazer fotografia.

 

ESPECIFICAÇÕES

Tamanho do Sensor 16.1 megapixels (4912 x3, 264)

ZOOM 3.0x ótico (27-82,5 milímetros)

3.0in LCD (921 mil pixels)

Armazenamento de cartão SDXC

Bateria Li-Ion ou 4x AA

DIMENSÕES 108x129x145mm, 879g

Garantia de um ano RTB

PARTE DO CÓDIGO 10938

REQUISITOS www.ricoh-imaging.co.uk

DESEMPENHO

Review: Canon PowerShot SX280 HS

Resultado de imagem para Canon PowerShot SX280 HS

 

Na nossa opinião esta é a máquina de bolso feita a pensar nas férias. Vem equipada com zoom a 20 x, GPS WI-FI o que a torna, sem dúvida na melhor companhia para as suas viagens. Não só consegue fotografar, praticamente tudo, como ainda pode marcar o local com as fotografias estão a ser tiradas e transferi-las directamente para os seus amigos que ficaram em casa. O corpo da máquina é em metal e tem opções suficientes para tirar fotografias em quaisquer condições. Quanto ao vídeo, a qualidade de imagem é excelente e conta ainda com estabilização óptica suavizada. Esta é a melhor máquina de bolso de 2013, embora valha ainda apena referir que em 2012 a Canon tinha disponível a SX260, com características muito semelhantes e a um preço mais acessível.

 

ESPECIFICAÇÕES

Tamanho do sensor 12,0 megapixels (4.000 x3, 000)

ZOOM 20.0x ótico (25-500mm)

3.0in LCD (461 mil pixels)

Armazenamento de cartão SDXC

Bateria Li-ion

DIMENSÕES 63x107x33mm, 233g

Garantia de um ano RTB

PARTE DO CÓDIGO 8224B001

REQUISITOS www.canon.co.uk

 

DESEMPENHO

Duração da bateria: 330 fotografias

Amazon: Buy Now